Inicio  » Revista Veterinaria REDVET  » Vol 17 Nº 11 Noviembre 2016

111605 - Epidemiologia, Diagnóstico e Terapêutica da Cistite Idiopática Felina (Epidemiology, Diagnosis and Treatment of Feline Idiopathic Cystitis)

Autor

Alho, A.M.*: CIISA/Faculdade de Medicina Veterinária, ULisboa, Avenida da Universidade Técnica, 1300-477, Lisboa, Portugal; Pontes, J.P. : Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária, ULisboa, Avenida da Universidade Técnica, 1300-477, Lisboa, Portugal; Pomba, C. : CIISA/Faculdade de Medicina Veterinária, ULisboa, Avenida da Universidade Técnica, 1300-477, Lisboa, Portugal.
*Corresponding author: Ana Margarida Alho - email: admargaridaalho@fmv.ulisboa.pt

Fecha de publicación

25/11/2016

Resumen

A Cistite Idiopática Felina é uma doença crónica, sem cura, cuja prevalência tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos. É uma fonte de desespero e frustração para muitos proprietários e Médicos-Veterinários uma vez que a sua etiologia, fisiopatologia e tratamento permanecem ainda hoje por determinar. Actualmente, considera-se que seja uma doença multifactorial, de carácter neurogénico, sendo o stresse o principal factor responsável pelo seu desenvolvimento e agudização do quadro clínico. A sua terapêutica é complexa, sendo as três tónicas do tratamento, a alteração dietética, a terapêutica medicamentosa e a redução do stresse. Esta última pode ser alcançada através da implementação do enriquecimento ambiental, tema pouco divulgado, no entanto, de baixo custo e fácil aplicação. Esta doença tem graves consequências sociais, em parte devido ao difícil diagnóstico e elevada taxa de recidiva, constituindo actualmente uma das principais causas de abandono felino a nível mundial. Este artigo, tendo como base a literatura relevante da área, visa sistematizar e clarificar aspectos epidemiológicos, de diagnóstico e terapêuticos, considerados relevantes relativamente à Cistite Idiopática Felina.

Abstract

Feline idiopathic Cystitis is a chronic, incurable disease which prevalence has increased over the past years. It is a source of despair and frustration for many owners and veterinarians since its etiology, physiopathology and treatment still remain to be determined. Currently, it is considered a multifactorial disease, of neurogenic character, with stress being the main factor for the development and exacerbation of its symptoms. The therapy is complex, being the three main topics, diet change, drug therapy and stress reduction. The last can be achieved through the implementation of environmental enrichment, a topic rarely addressed in spite of its low cost and easy application. This disease has serious social consequences, in one hand due to the difficult diagnosis and in the other, to the frequent recurrences, currently considered a leading cause of relinquishment of cats to shelters worldwide. This article, based on relevant literature in the field, aims to systematize and clarify the epidemiological, diagnostic and therapeutic factors considered relevant to Feline Idiopathic Cystitis.

Artículo


Palabras clave

cistite idiopática idiopathic cystitis, gato cat, enriquecimento ambiental environmental enrichment, stresse stress, terapêutica MEMO MEMO therapy.


Comentarios